Multipropriedade ou time-sharing

Você vai ficar surpreso com essa nova modalidade de propriedade:

Um único imóvel com vários donos, cada um em seu tempo. João é proprietário de janeiro à março, Pedro de abril a julho e Maria de agosto à dezembro.

Como assim??

Assim mesmo. A lei 13.777 de 2018 criou uma nova forma de condomínio. Um parcelamento temporal do bem.

Para saber mais, seguem alguns artigos:

http://www.planalto.gov.br/CCIVIL_03/_Ato2015-2018/2018/Lei/L13777.htm

https://flaviotartuce.jusbrasil.com.br/artigos/661740743/consideracoes-sobre-a-recente-lei-da-multipropriedade

https://jus.com.br/artigos/71073/multipropriedade-ou-time-sharing-primeiras-impressoes/2

https://www.migalhas.com.br/dePeso/16,MI295907,61044-Multipropriedade+time+sharing

Novidade: Ouvidoria da Imobs

Você já ouviu falar em Ouvidoria?! Ouvidoria é o departamento responsável por solucionar problemas e propor melhorias no atendimento realizado pela empresa, de forma neutra e confidencial. Ou seja: (melhoria contínua)+(respeito aos clientes)+(quem não deve, não teme) = Ouvidoria.

Há 4 anos definimos Missão, Visão e Valores, que era onde queríamos chegar e temos o orgulho de dizer que estamos no caminho certo.

Hoje, com muita alegria, a Imobiliária Alegrete inaugura esse departamento. Que tal fazer uma experiência e nos mandar um elogio nesse novo canal? Vai encher nosso coração de alegria!

Para falar conosco, em qualquer departamento, ligue (55) 3422-1010.

Caso você queira entrar em contato via WhatsApp, haverá uma pequena modificação.

Fique atento:

  • Comercial (para locação, compra ou venda): (55) 99643-2632
  • Administrativo (2.ª via de boleto, pagamentos e recebimentos): (55) 98412-4376
  • Ouvidoria (reclamações, sugestões ou elogios): (55) 3422-1010

Agora que você sabe onde nos  encontrar, aguardamos sua visita.

Sobre a Imobiliária Alegrete:

Missão: Tornar-se referência de imobiliária de qualidade, sendo uma empresa inovadora que busca antecipar tendências, atrair investidores e desenvolver oportunidades de mercado para quem procura seu imóvel.

Visão: Ser empresa referência em segurança nos negócios imobiliários, trabalhando com foco na satisfação de nossos clientes e visando a excelência nos serviços prestados.

Valores: Respeito– Valorizar, apoiar e reconhecer nossos clientes e colaboradores, tendo o respeito como base de toda relação seja ela pessoal ou profissional. Qualidade Trabalhar com o que há de inovador, com seriedade e agilidade na prestação de nossos serviços. Confiança– Cumprir com as obrigações e compromissos assumidos com os clientes, colaboradores e parceiros. Agindo com transparência, honestidade e clareza.

Alguns países estão fixando valor máximo para aluguel.

Imagina se essa moda pega no Brasil? Segundo o Índice FipeZAP, de 2008 a 2019, houve um  aumento de 103.49% nos preços de aluguéis no país.

Alguns países da Europa e algumas cidades americanas como Los Angeles estão controlando o aumento dos preços de aluguel.

Gentrification, ou Gentrificação, é um fenômeno que ocorre em algumas regiões ou bairros das cidades quando há valorização local. Que pode ocorrer por construção de Hospitais, Escolas, pavimentação das ruas, novos pontos comerciais, por exemplo, gerando aumento dos custos e serviços. Consequentemente o aluguel dos imóveis da região tendem a aumentar, o que para o mercado é ótimo. Entretanto, para os moradores antigos, nem tanto.

São Francisco, na Califórnia, está com índices alarmantes de moradores de rua. No mesmo local que gigantes do mercado se instalaram (como o Google). Em 2009 eram 5800 sem tetos, dez anos depois o número está em 9700. Em março desse ano, a cidade de Nova York promoveu um acordo que fortalece as leis de aluguel e dificultam o despejo. A ONU também se preocupa com o tema: https://nacoesunidas.org/inquilinos-sao-forcados-a-deixar-suas-casas-por-empresas-globais-de-investimentos-dizem-especialistas/.

Na Europa, a crise da moradia teve outro motivo: o crescimento do mercado de aluguel por curto período (como Airbnb e Booking). Proprietários deixaram de disponibilizar seus imóveis para locação de moradia (longo prazo), gerando forte impacto habitacional. Fazendo com que dez cidades europeias pedissem ajuda à União Europeia para limitar a expansão dessas plataformas: https://www.jornaldenegocios.pt/empresas/imobiliario/detalhe/dez-cidades-europeias-pedem-ajuda-a-ue-para-combater-expansao-explosiva-do-airbnb

Na Alemanha, por exemplo, desde o começo deste ano moradores protestam contra o aumento dos aluguéis e a especulação imobiliária. Lá, o valor dos aluguéis sofreu um aumento de 103% nos últimos 10 anos e o preço médio por metro quadrado passou de 5,60 euros, em 2008, para 11,40 euros, em 2018. Uma escalada insustentável para uma  cidade onde 85% da população mora de aluguel. 

Imob Report, Agência Cúpola

Berlim recompra 6.000 imóveis de uma empresa para frear aumento do aluguel: https://brasil.elpais.com/brasil/2019/09/27/economia/1569585358_584824.html

No Brasil vamos precisar esperar as cenas do próximo capítulo, mas fica a reflexão.

Matéria completa no Blog da Agência Cúpola.

Alegrete e o imóvel mobiliado para locação: muita procura e pouca oferta. Qual a solução?

*por Liana Vargas

Gostamos muito de ouvir nossos clientes para saber quais suas necessidades, e o tópico “apartamento mobiliado” é um assunto recorrente entre estudantes e militares que vêm morar em Alegrete.

Porque não temos imóveis mobiliados à disposição? Porque há essa procura tão grande por parte dos clientes “não Alegretenses”?

Ao disponibilizar o meu imóvel mobiliado para locação em Campinas pude experimentar a desvantagem de fazê-lo. Ouvi questionamentos como: “Adorei o imóvel, mas não gostei dessa decoração.”; “Eu já tenho sofá, será que o proprietário tira?” (eu não tinha onde armazená-lo até o próximo contrato de locação); “Se eu pedir para tirar tal móvel, o dono dá desconto no aluguel? (o valor mobiliado estava praticamente igual ao vazio)”; etc.

Nesses quatro anos de imobiliária não foi diferente, na nossa cidade acontece a mesma situação. Dito isso, compartilho minha opinião: deixar um imóvel completamente mobiliado para locação restringe o número de interessados a locá-lo. Exceto imóveis com balcão-pia e armário de banheiro, que alugam mais rápido!

Também vivi o outro lado: estudar o custo benefício de trazer meus móveis de Campinas para Alegrete. Não valia a pena! Decidi trazer apenas geladeira, fogão e máquina de lavar roupas porque eram novos e eu nutria apego emocional por eles. O valor do frete era praticamente o mesmo se eu comprasse novos aqui. E tinha mais outras questões como: vender por “pouco mais de nada”; pedir para um amigo ficar abrindo o apartamento para os interessados a cada venda; etc.

Campinas é ali em São Paulo, agora imagina o frete para militares e estudantes que vêm do norte e nordeste? Precisam comprar tudo aqui! E na hora de ir embora? Pelo procedimento padrão notificam a imobiliária trinta dias antes de desocupar o imóvel locado. Nesses trinta dias tentam vender tudo para outra pessoa, ficam sem geladeira, fogão, cama até ir embora e quando chega a data da entrega do imóvel doam o que não conseguiram negociar. É complicado!

Então o que fazer? Se correr o bicho pega, se ficar o bicho come?

Pensando nisso a Imobiliária Alegrete procurou uma solução que seja boa para inquilinos e proprietários: A LOCAÇÃO DE MÓVEIS E ELETRODOMÉSTICOS.

Os clientes interessados em locação de imóvel mobiliado poderão escolher sem mobília que mais gostou e ainda optar pelos móveis e eletrodomésticos que quiser locar (pela aparência ou valor). Pagará o valor os itens locados com o aluguel mensal, via boleto. Com a maior vantagem de todas: pode ir embora no mesmo dia que for entregar o imóvel, sem se preocupar com mudança. Nem precisar vender a mobília por um valor injusto, é só agendar a devolução dos itens locados.

Buscamos empresas parceiras que queiram disponibilizar seus produtos para locação. A ELETROVOLT acreditou nessa ideia e já temos uma lista de máquinas de lavar roupas e geladeiras seminovas à disposição para os clientes da Imobiliária Alegrete.

Achou bacana? Entre em contato conosco para mais informações!

Direito de Laje – fazendo história em Alegrete

Hoje é um dia histórico para o direito imobiliário na nossa cidade e temos orgulho de participar desse momento!

Pela primeira vez em Alegrete será lavrada uma escritura pública de LAJE (um novo  direito real / tipo de imóvel) e a solicitação de abertura de MATRÍCULA no Cartório de Registro de Imóveis. Se não for a primeira do Rio Grande do Sul, será uma das primeiras.

Como assim? Calma, eu explico!

No dia 11 de julho de 2017, a Medida Provisória 759 foi convertida em lei, Lei nº 13.465,  com a intenção de regularizar os imóveis construídos sobre outros (geralmente na periferia de grandes cidades), os populares “puxadinhos”.

Tá, mas onde essa lei pode ser aplicada em Alegrete?

A lei permite a criação de um novo imóvel – a Laje. Você pode vender a laje da sua casa para um terceiro construir (família ou não) de forma regular!

E o melhor: A Caixa disponibiliza financiamento de construção para essa nova modalidade – O que não era possível antes desta lei, pois não era possível financiar construção onde já havia uma casa na matrícula (nos fundos ou no segundo piso).

Esse direito é o típico “parece, mas não é”. Parece condomínio, parece direito de superfície, parece direito de propriedade tradicional, mas não é! Não é nenhum deles, é um direito novo.

E a Imobiliária Alegrete está pronta para essa nova modalidade de negócio.

A proprietária da imobiliária, Liana Vargas, fez o trabalho de conclusão de curso de Direito sobre o tema que será apresentado em dezembro.

Ficamos à disposição para maiores informações.

Caneta azul, azul caneta!

Para o Enem não há dúvidas, consta no edital: Caneta preta transparente (o sistema automático de correção de provas identifica melhor as respostas nessa cor).

E qual a regra para contratos e documentos? Qual a cor de caneta a ser usada? Há alguma lei sobre o assunto?

Pesquisamos bastante e não encontramos embasamento legal. Aparentemente a utilização de caneta azul trata-se de um costume antigo.

A caneta azul facilitava o reconhecimento da originalidade das assinaturas a olho nu, uma vez que as fotocópias eram somente “preto e branco” (assinatura preta era geralmente a cópia).

A utilização de caneta vermelha também não era recomendada porque ficava ilegível nas cópias, hoje em dia ainda é de difícil detecção nas microfilmagens dos cheques em bancos e continua estigmatizada como “corretiva” de provas escolares.

Outras cores, então? Nem existiam…

Atualmente, com a infinidade de cores de canetas disponíveis no mercado e o avanço das fotocopiadoras, não seria necessário manter essa regra. Se você quiser comprar uma caneta colorida para fazer “balaca” nas assinaturas, em tese não poderá ser recusada. OU AINDA: pode assinar digitalmente, eliminando o papel E A caneta. A Imobiliária Alegrete disponibiliza essa facilidade para seus clientes (entre em contato para saber mais).

Vai testar? Conta pra nós qual tua opinião?

Ah, e o título é da música-poesia do autor Manoel Gomes que está na mente de todas as pessoas essa semana. Não ouviu? Boa sorte:  https://www.youtube.com/watch?v=CkKY-xhLt44

caneta azul

ALUGAR SEM GARANTIA É IRRACIONAL

O título acima é do Dr. Kênio de Souza Pereira* (Advogado e Presidente da Comissão de Direito Imobiliário da OAB-MG, Conselheiro da Câmara do Mercado Imobiliário de MG e do Secovi-MG, Diretor Adjunto da Abradim-MG – Associação Brasileira de Direito Imobiliário), em sua matéria disponibilizada no link https://diariodocomercio.com.br/opiniao/2019/01/30/alugar-sem-garantia-e-irracional/)

Hoje vamos falar um pouco sobre as garantias locatícias e os riscos de não utilizá-las.

seu barriga

Estamos vivendo uma era digital, com contratos digitais e garantias que sejam práticas e pouco onerosas. Pensando nisso, a Imobiliária Alegrete tem buscado boas alternativas para substituição do fiador sem os riscos decorrentes de contratos sem garantias.

Essa semana lançamos o aluguel sem fiador, com a opção de garantir o aluguel via cartão de crédito (através da empresa CredPago) e vamos oficializar a franquia com a empresa Fiador Web, para disponibilizar seguro fiança de forma prática e barata.

Veja bem: ALUGUEL SEM FIADOR não é uma inovação, pois outras formas de garantia são previstas na lei do inquilinato (Lei 8.245 de 1991). Tampouco é segura, visto que no contrato de locação há muitos direitos e deveres envolvidos, como a conservação do imóvel (não se trata apenas de pagamento mensal).

Pensando em trazer novidades com responsabilidade, temos orientação jurídica de uma banca de advogados com experiência de mais de 30 anos no ramo de direito imobiliário, assessores de cinco imobiliárias da cidade.

Abaixo a matéria na íntegra.

sign pen business document
Foto por Pixabay em Pexels.com

POR Kênio de Souza Pereira* (Advogado e Presidente da Comissão de Direito Imobiliário da OAB-MG, Conselheiro da Câmara do Mercado Imobiliário de MG e do Secovi-MG, Diretor Adjunto da Abradim-MG – Associação Brasileira de Direito Imobiliário)

Alugar imóveis no Brasil sempre envolveu riscos, seja com a perda da capacidade de pagamento do inquilino, seja com a negativa deste em consertar os danos que causou no imóvel no momento da desocupação. É comum ocorrer atritos entre o locador e o inquilino, pois têm interesses antagônicos, sendo notório que muitas pessoas só cumprem suas obrigações contratuais mediante um processo judicial. A experiência de décadas comprova que mais de 80% dos fiadores dos inquilinos fazem de tudo para não pagar a dívida da locação. O fiador só paga a dívida quanto vê que seu imóvel foi penhorado e em vias de ser levado a leilão. Essa tem sido a regra.

Diante dessa realidade e da dificuldade em obter fiadores, surgiu na década de 90 o Seguro de Fiança Locatícia. A Companhia Seguradora, em respeito às normas da Superintendência de Seguros Privados (Susep), consta na apólice os dados do locador como beneficiário, o nome do inquilino, os dados da locação, tudo nos termos dos artigos 37, 39 e 41 da Lei do Inquilinato, que exige que o seguro garanta a totalidade das obrigações do inquilino.

Por ser um negócio de alto risco, já que a inadimplência decorre de várias situações (desemprego, separação do casal, falecimento, atritos com o locador, danos do imóvel, etc), o mercado exigiu uma garantia razoável. Assim, todas as companhias de seguros, desde 1992, estipularam que a apólice garante até 30 vezes a valor do aluguel, mínimo esse que nunca foi reduzido.

É com base em garantias concretas que as imobiliárias sérias, com décadas de experiência, trabalham, pois têm como foco proteger o locador. Geralmente, se utilizarem a garantia representada por dois fiadores (sendo obrigatório que pelo menos um deles seja proprietário de um imóvel) ou do Seguro de Fiança Locatícia. Quase nenhum locador aceita caução, pois o limite do depósito de três meses de aluguéis, representa uma garantia muito frágil, um décimo do que garante o Seguro Fiança. É possível ainda, a imobiliária tradicional aceitar o Título de Capitalização, desde que o inquilino deposite em torno de 20 aluguéis como garantia, podendo o locador saca esse depósito somente no caso de inadimplência.

O risco de prejuízos numa locação é tão expressivo que várias companhias seguradoras, nos últimos 25 anos, não conseguiram manter o Seguro Fiança Locatícia. Diante da inadimplência, várias saíram desse mercado. As Cias. de Seguro União, Rural e Phenix encerraram as atividades e não constam mais na Susep. Depois vieram as Cias. Sauex, que atuou até abril de 2001, a Martinelli até março de 2003, e a Interbrasil que desistiu em junho de 2005.

Por último a Seguradora Cardif, que atuou com grande empenho em 2015, tendo inclusive sido a seguradora da Startup 5º Andar, tendo se desvinculado dessa imobiliária virtual em 2017, deixando assim seus clientes locadores sem qualquer garantia real, ou seja, sem o Seguro Fiança Locatícia nos termos da Lei do Inquilinato. E agora, no final de 2018, a notícia é que a Seguradora Cardif também saiu desse mercado por não lhe trazer a desejada rentabilidade. Realmente, promover locação não é para amadores!

Entretanto, de maneira incrível, temos constatado algumas startups, denominadas imobiliárias virtuais, desprovidas de patrimônio imobiliário capaz de garantir nem sequer alguns contratos, prometendo garantir milhares de locações em várias cidades. Isso causa espanto. Se nem companhias seguradoras que possuem bilhões de reais conseguiram garantir as locações, como as startups podem prometer que pagarão os inúmeros aluguéis em dia e os danos nos imóveis? Importante ressaltar que para uma companhia seguradora operar, a Susep exige que ela tenha uma enorme reserva financeira, sendo que algumas fazem parte de conglomerados bancários.

Agora, uma startup imobiliária, com pequeno capital financeiro agir como se fosse uma companhia seguradora é demais! Só uma pessoa muito crédula pode acreditar na propaganda na qual afirma que garante tudo, digo melhor, nessa mentira. Para provar que é inverdade, basta o proprietário do imóvel exigir que a imobiliária, seja ela tradicional ou virtual, apresente sua Declaração de Imposto de Renda com os registros imobiliários do patrimônio que seja capaz de garantir milhares de aluguéis, além dos IPTUs, quotas de condomínios, pinturas e reparos dos imóveis locados. Se o fizer, não será enganação a propaganda na qual afirma: “o jeito fácil de alugar e morar, aluguel rápido, sem fiador e com segurança”, se dizendo inovadora em promover a locação rápida, de forma simples e descomplicada.

Nada mais ilusório que a propaganda da startup utilizar-se de locadores recentes, que não tiveram ainda seus imóveis desocupados pelos inquilinos sem fiadores e sem seguro fiança, dizendo que eles assinaram os contratos, na praia e pelo celular. Realmente, os marqueteiros da startup imobiliária não divulgam que na verdade esses dois contratos, que só são apresentados ao locador após o inquilino ser encontrado, possuem 176 cláusulas e 199 parágrafos. O contrato de prestação de serviços entre a imobiliária virtual e o locador tem 16 páginas, 85 cláusulas e 94 parágrafos, enquanto o contrato de locação firmado entre o inquilino e o locador tem 19 páginas, 91 cláusulas e 105 parágrafos, sendo que até especialistas têm dificuldade de compreender a redação confusa, que faz o leitor se perder ao ter que retornar a leitura de várias cláusulas interligadas.

Provavelmente, por não serem simples os contratos, como divulgado nas propagandas, é que o locador assina sem ler e sem perceber os riscos que serão descobertos somente no momento que ocorrer o conflito com o inquilino. Ficará evidente a inexistência de garantia e a startup colocará um robô para responder os e-mails com as reclamações por não ter escritório na cidade para atender pessoalmente o locador.

*Advogado e Presidente da Comissão de Direito Imobiliário da OAB-MG, Conselheiro da Câmara do Mercado Imobiliário de MG e do Secovi-MG, Diretor Adjunto da Abradim-MG – Associação Brasileira de Direito Imobiliário

Halloween Imobiliária Alegrete

Dia das Bruxas (em inglês: Halloween, pronuncia-se [hæləʊˈiːn], ou também [hæloʊˈiːn]) é uma celebração observada em vários países, principalmente no mundo anglófono, em 31 de outubro, véspera da festa cristã ocidental do Dia de Todos os Santos.

Estamos esperando as crianças com muitos docinhos!

#EuAmoAlegrete

41982589_2061631840817217_1685761224727330816_nJá conhece o nosso projeto “#EuAmoAlegrete”?

Nesse projeto buscamos compartilhar as coisas boas do nosso Alegrete, apesar de todas as adversidades. Queremos olhar ao nosso redor com positividade e exaltar nosso amor por essa terra. Por isso, a cada semana compartilhamos um pouquinho de cada bairro aqui na página.

E agora chegou a sua vez de nos contar: queremos saber a sua história com o Alegrete. O que te faz amar o Baita Chão?

Conta pra gente aqui nos comentários. Tens fotos da cidade? Nos envie também!

Uma cidade valorizada atrai investidores e vivem pessoas felizes! 

Sempre que postar Alegrete nas redes sociais, utilize a #EuAmoAlegrete

Bairro Santos Dumont

Hoje a #EuAmoAlegrete é sobre o bairro Santos Dumont.

Nesse bairro você encontra:

🧐 Arquivo Municipal Miguel J. Trindade – Museu do Gaúcho
🎾 Alegrete Tênis Clube
👩‍🏫 E.M.E.B. Luiza de Freitas Valle Aranha
⛪️ Paróquia Nossa Senhora da Conquistadora
🐔 Rei do Frango 2
🚕 Ponto de Táxi Santos Dumont
🏍 Tele Moto República
👚 Criart Malharia
🛒 Armazém Bagatini
🌭 Lancheria Saleiro
🌭 Recanto Lanches
🚐 Fogliarini Transportes

Esquecemos de algo? Conta pra gente nos comentários o que mais o bairro oferece de melhor. 🥰

📸 Foto tirada pelo morador do bairro: Nicolas Bilhalva

52803710_2163226227324444_5084147272984297472_n

Continuar lendo “Bairro Santos Dumont”